Lobuloplastia não cirúrgica

A lobuloplastia não cirúrgica é uma alternativa não invasiva para corrigir lóbulos de orelhas alongados, rasgados ou flácidos. Seja pela ação do tempo, uso de brincos pesados ou alargadores pequenos. 

É um procedimento sem dor ou cortes, realizado através da aplicação de uma técnica inovadora de peeling químico que promove a reestruturação celular de dentro para fora. 

E o melhor é que você pode fazer o seu furinho novo em cerca de 45 dias após finalizar o tratamento!

lobuloplastia não cirúrgica - antes e depois

INDICAÇÕES

O procedimento para correção de lóbulo é indicado para furos rasgados na orelha, sejam eles parciais ou totais, dependendo da extensão. Também é indicado para lóbulos alongados e flácidos pela ação do tempo, melhorando o aspecto e devolvendo o viço à pele.

Faça uma avaliação presencial para verificar se a pele do seu lóbulo apresenta as condições ideais para obtermos os resultados desejados. 

RELEVÂNCIA CULTURAL E ESTÉTICA

O lóbulo tem grande relevância cultural e estética em nossa sociedade. No Brasil, colocamos o primeiro brinco em nossos bebês logo que eles nascem. 

Na adolescência e fase adulta, brincos grandes e pesados são muito comuns e estilosos, porém, esse peso tende a rasgar o lóbulo gradativamente, gerando furos muito largos ou até mesmo rupturas. 

POR QUE ACONTECE

Isso acontece porque o lóbulo é sensível a rasgos parciais e totais, pois não tem suporte cartilaginoso. Após os 40 ele também é alvo da carência de colágeno e princípio de flacidez, acentuando os rasgos já existentes. 

Vamos corrigir seus furinhos de orelha que estão te incomodando? Quanto antes realizarmos o procedimento, melhores serão os resultados.

 

Veja as contraindicações do procedimento: 

  • Gravidez ou lactação exclusiva
  • Menores de 18 anos
  • Uso de isotretinoína há menos de 6 meses (Roacutan) 
  • Cicatrização deficiente ou predisposição a quelóide
  • Histórico de hiperpigmentação pós inflamatória
  • Qualquer tipo de patologia instalada que não esteja controlada, sob acompanhamento médico.